Um dos mais conhecidos participantes é exemplo não somente pelo talento culinário e pelo carisma, mas também por uma história de transformação

O santista Raul Lemos, segundo colocado do MasterChef Brasil 2015, desde muito cedo aprendeu a lidar com pressão, obrigações e lutar por aquilo que deseja.

+ Maurício Manieri conta as curiosidades sobre a sua carreira para a TViG

Ainda jovem, o ex-participante do MasterChef veio para São Paulo para estudar marketing e morar sozinho. “Sou muito independente. Eu me viro, resolvo rápido, por isso me adaptei logo com a nova realidade. Foi também nesta fase da vida que comecei a usar meus conhecimentos de culinária”, contou o chef na entrevista ao Programa Pra Frente Sempre, da TV IG.

Raul lembrou que seus pais sempre trabalharam fora e, assim, ele e o irmão cozinhavam. “Meu pai gostava muito de feijão e eu tinha de deixar, todos os dias, uma panela pronta para quando ele chegasse. Meu pai também gosta muito de cozinhar e minha mãe nunca foi a rainha do lar, todos ajudavam”.

Depois de formado, Raul começou a trilhar uma carreira de sucesso. Trabalhou em grandes agências de Marketing e no atendimento direto ao cliente. “Era muito bom no relacionamento com as pessoas, característica que adquiri não apenas com a minha mãe, que sempre foi uma ótima comunicadora, mas também quando trabalhei em Santos com o meu tio, um verdadeiro ‘faz tudo’. Ele tinha barraca na praia, era pedreiro, sabia fazer prancha e cozinhava muito bem também”, recordou com carinho durante o programa.

Raul, sem dúvida, é um dos participantes do MasterChef mais reconhecidos do País
Reprodução/Facebook Renan Lemos
Raul, sem dúvida, é um dos participantes do MasterChef mais reconhecidos do País

Apto a transformações e pronto para viver novos desafios, o chef decidiu, de repente, mudar para Londres. Vendeu tudo o que tinha e mudou para a casa de amigos. No entanto, não contava que conheceria lá sua esposa Laura, com quem está casado há 9 meses. “Nesse momento, retornei ao Brasil, retomei minha carreira no Marketing e comecei a trabalhar demais. Não dormia mais e vivia doente. Foi aí, no auge do meu estresse que passei mal em uma reunião e fui hospitalizado. A médica virou para mim e perguntou: você tem um plano B para a sua vida?”.

De repente o MasterChef

Foi assim que o programa da TV Bandeirantes surgiu na vida de Raul, depois de um problema de saúde. “Estava muito estressado, infeliz. Assim, depois de ser hospitalizado decidi pedir demissão e começar uma nova vida”, desabafou na entrevista.

+ Jiang Pu fala de sua adaptação no Brasil e da paixão por cozinha

Ele abriu uma consultoria e diminuiu radicalmente sua carga horária de trabalho e, com isso, usava as horas vagas para se dedicar a culinária. Comprou livros, pediu ajuda para amigos e pesquisou sobre o tema na Internet. “Minha família e amigos gostavam muito do que eu cozinhava e começaram a me incentivar a participar do programa. Como desejava aprender cada vez mais, resolvi arriscar. Tenho anotado não só as minhas avaliações, mas também de todos os outros participantes, eu tentava absorver todas as informações” lembrou Raul.

O ex-participante confessou que, no início, não sabia nem o nome dos pontos da carne. “A Paola me perguntou uma vez qual era o ponto e eu respondi ‘vermelhinho’”. Porém, na final, achou que ganharia. “Aos poucos, comecei a pegar o jeito e a entender a dinâmica do programa, aprendi a pensar dentro do programa e por isso tinha chances reais de vencer. Mas tenho muito orgulho de ter sido o segundo colocado e de ter ficado na história como participante da final de maior audiência até hoje”.

Fama

Raul, sem dúvida, é um dos participantes do MasterChef mais reconhecidos do País. Ele relatou ao Pra Frente Sempre que teve uma noção real da fama quando, certa vez, foi a um shopping em Santos. “Alguém me reconheceu e postou no Facebook. Quando percebi, o local estava completamente lotado, as pessoas foram lá para me ver!”.

+ Sandro Augusto conta a sua trajetória de sucesso como comunicador para TViG

Outra demonstração de prestigio do participante foi a de receber várias mensagens no LinkedIn, de pessoas que conheceram sua história de transformação profissional e se identificaram com  ele. “Por isso, gostaria de dizer as pessoas que estão infelizes no trabalho e com problemas de saúde: é possível se reinventar e transformar sua vida. A vontade de vencer e buscar fazer aquilo que ama são os primeiros passos para virar o jogo!”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.