Mãe de três filhos, ex-jogadora ainda encontrou tempo para dar palestras motivacionais para empresas e escrever livro sobre os tempos de jogadora

Conhecida pela sua carreira bem-sucedida como jogadora de voleibol, Virna Dias foi a convidada do programa Pra Frente Sempre da TV iG esta semana. Durante o programa, Virna contou sobre sua entrada no mundo dos esportes e curiosidades da sua vida particular, como o incentivo que recebeu de seu pai quando iniciou sua carreira . Natural de Natal, a ex-jogadora afirma que o esporte começou de forma inusitada na sua vida. “Já tinha feito handebol e basquete, mas não tinha gostado, e quando fui para o vôlei me encontrei”, ressalta.

Leia também: Autor de graphic novel, Felipe Folgosi revela o seu lado empreendedor à TV iG

Assim que começou a jogar vôlei , Virna foi convidada para a Seleção Infantil do Rio Grande do Norte. Nessa época, ela participou de vários campeonatos. Com apenas 14 anos, foi morar no Rio de Janeiro e começou um estágio de dois meses no Bradesco. “Meu pai na época ficou muito receoso com a mudança”, explica.

Depois de participar de algumas competições de menor importância, em 1993, Virna passou a integrar o grupo da seleção brasileira adulta de voleibol feminino, graças a entrada do técnico Bernardinho. Presenciou grandes conquistas da seleção como a medalha de ouro no Grand Prix de 1994, na condição de reserva.

Leia também: Referência em reeducação alimentar, Marcio Atalla conta sua trajetória à TV iG

Ex-jogadora de vôlei, Virna Dias dá palestras motivacionais para empresas
Divulgação
Ex-jogadora de vôlei, Virna Dias dá palestras motivacionais para empresas

Porém, em 1996, nas olímpiadas de Atlanta, a jogadora Hilma Caldeira acabou fraturando um dedo do pé no jogo contra Cuba, e Virna teve que assumir seu lugar até o final. Por conta do bom desempenho, ela passou a ser titular na seleção brasileira de voleibol e uma das atletas mais admiradas do país.

A atleta também chegou a atuar no voleibol de praia, mas acabou se afastando na temporada 2010 por conta de sua segunda gravidez. Após o nascimento de Pedro em outubro daquele ano, decidiu abandonar o esporte.

Leia também: Luisa Mell fala ao Pra Frente Sempre sobre instituto em defesa dos animais

Saque empreendedor

Mãe de Maria, Pedro e Vitor, a ex-jogadora ainda encontrou fôlego para se reinventar e acabou se tornando uma empresária de sucesso com diferentes projetos. Dá palestras motivacionais para empresas, escreveu um livro sobre os tempos de jogadora, foi comentarista de vôlei pelos canais Globo e Record, e fundou dois projetos sociais ligados à prática do esporte nas praias com clínicas para crianças. “Eu sempre fui uma pessoa muito generosa, sempre sonhei em ter um projeto social, então montei o instituto Virna”, ressalta. No total, 400 crianças já participaram do projeto. “O esporte educa”, finaliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.