A modelo foi a entrevistada do programa dessa semana, e falou sobre sua história na TV e como enfrentou um câncer de tireóide

Quem vê Tânia Oliveira brilhando no carnaval ou na televisão, nem imagina o quanto ela batalhou e o que ela já enfrentou durante sua vida. Essas e outras curiosidades foram contadas durante sua entrevista no programa Pra Frente Sempre do portal IG dessa semana. Natural de São Caetano do Sul, Tânia contou que era bagunceira quando criança. Com 14 anos, já mostrava sua vontade de crescer e começou a trabalhar. “Minha professora de história abriu uma papelaria”, explica. A modelo diz que adorava trabalhar no estabelecimento e que fazia de tudo com muita vontade e gosto. Mas esse não foi seu único emprego antes de brilhar nas telinhas. Tânia ainda trabalhou como vendedora em uma loja de tênis e como auxiliar em uma clínica odontológica.

Ex-dentista investe em negócio inovador de coworking

A modelo já participou do humorístico Pânico, já fez novelas e atualmente é empreendedora
Instagram
A modelo já participou do humorístico Pânico, já fez novelas e atualmente é empreendedora

O inicio de sua carreira na televisão foi como assistente de palco em programas da Record e Sbt. Em 2005, Tânia ganhou um concurso promovido pela Record chamado Garota Metamorphoses, e conquistou um papel na telenovela de mesmo nome na emissora. “Eu acho que ganhei pelo improviso”, brinca. Na sequência, Tânia passou a integrar o programa Pânico, na Redetv, que nessa fase ainda estava engatinhando e ganhando espaço na mídia televisiva. O programa lhe deu visibilidade, sendo que ela permaneceu quatro anos no humorístico. “Sai porque me formei em Educação Física”, explica. O sucesso fez com que a modelo estampasse a capa da Playboy em 2006.

Referência fitness, Solange Frazão fala da sua trajetória como empreendedora

Após deixar o programa, Tânia voltou para a Redetv em 2009 dessa vez como apresentadora do game show Interligado. Também participou do programa Brothers, que era comandado pelos irmãos Supla e João Suplicy. “Tudo isso foi muito bom para perder esse lance de timidez”, ressalta. Mas nem tudo foi sempre holofotes e glamour. Tânia enfrentou um câncer de tireóide de forma discreta, evitando expor o assunto para a mídia. Apenas algumas pessoas próximas sabiam de sua luta.

Hoje, além de fazer parte da Dragões da Real, Tânia virou empresária. “Hoje eu tenho um estúdio de treinamento funcional”, afirma. A expectativa é de que o negócio cresça e se torne uma rede. Interação nas redes sociais também tem sido um de seus projetos, através de vídeos em que ela explica treinos que podem ser feitos dentro de casa.

Especial de Natal! Marcos Scaldelai troca de lugar e dá entrevista ao iG

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.