Derico Sciotti fez uma parceria de sucesso, na TV Globo, com o apresentador Jô Soares durante 17 anos

O convidado dessa semana do Pra Frente Sempre animou por muitos anos as noites dos telespectadores da TV Globo. Derico Sciotti fez parte da banda de palco do programa de Jô Soares, que acabou em 2016. Derico falou sobre o que tem feito além da carreira artística e um pouco sobre sua trajetória.

Derico iniciou muito cedo na música. “Minha mãe falava que com um ano de idade eu já assoviava. Comecei a estudar música com 5 anos de idade. Sempre gostei”, lembra. Os estudos lhe renderam a oportunidade de conhecer mestres renomados como João Dias Carrasqueira, Jean-Noel Saghaard, Lídia Alimonda, Héctor Costita e Amilson Godoy.

Longe da TV, a atriz Mariana Hein revela o seu lado “E” de  empreendedor

De formação erudita, o multi-instrumentista obteve grande repercussão nacional a partir de 1974, quando ganhou vários concursos nacionais e internacionais para jovens da área, o que o levou a, consequentemente, ser convidado para recitais e concertos pelo Brasil.

Com 14 anos, foi primeiro flautista da Orquestra Jovem Municipal de São Paulo e participou do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 1980, onde se apresentou regido pelo maestro Eleazar de Carvalho. Em 1979, Derico começou a interagir com novos estilos musicais como jazz, blues, música instrumental e experimental. As novas perspectivas abriram espaço para que aprendesse saxofone, piano, guitarra, contrabaixo, violão e bateria.

“Único lugar que é meu é o palco”, afirma Oscar Filho sobre o fim do CQC

Em 1990, foi convidado a participar das gravações do programa Jô Soares Onze e Meia, quando o apresentador ainda estava no SBT. Na época, ele tocava de saxofonista e flautista no Quinteto Onze e Meia. “Recebi uma ligação do maestro Edmundo que tocava no até então quarteto. Ele me falou que o Jô estava querendo trazer alguém que tocasse saxofone. No dia que fui fazer o teste, minha mulher entrou em trabalho de parto”, diz.

Ex-BBB17 e agora digital influencer, Roberta Freitas revela planos de ser atriz

Da parceria com o Jô surgiu o famoso cargo de “Assessor para Assuntos Aleatórios”. “Não tinha script. Ele me perguntava e eu respondia o que eu quisesse. Eu sempre falava na linha do escracho, sem ofender ninguém”.

  • Artlivre

 Em 1983, juntamente com sua família, Derico montou uma escola de música, a Artlivre, que conta com três unidades em São Paulo. Entre os cursos oferecidos estão aula de sopro, percussão, canto, produção musical em home-studio e cordas. São atendidos cerca de 300 alunos

  • Derico Music Truck

“A ideia é tocar música, de graça, em cima de um caminhão. Quero fomentar ainda mais a cultura no país”, destaca.

  • Derico Sinfônica

“Pretendo tocar com orquestras de projetos sociais pelo Brasil. Meu objetivo aqui é promover e dar mais visibilidade a ação social. No momento já estou realizando isso em uma cidade chamada Artur Nogueira, mas quero expandir para outros munícipios”

Derico é também músico exclusivo da Yamaha, ministra palestras e “workshops” sobre instrumentos musicais (flauta e saxofone), a profissionalização do mercado de trabalho para o músico brasileiro, tendo se apresentado na Berklee School of Music em Boston e em várias universidades pelo Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.